domingo, 10 de dezembro de 2017

O púlpito da dor

QUAL O TEU DISCURSO NO PÚLPITO DA DOR?

PAULO, ferido, ensanguentado, humilhado, desprezado pelo seu povo que o intentava matar, usou de uma ESCADA para falar do amor de Deus.
Esta foi o seu PÚLPITO de amor em intensa dor. Não deu atenção ao mal que lhe endereçavam, pelo contrário, quiz a salvação de seus conterrâneos assim como ele foi alcançado pela GRAÇA do Pai.

JESUS, terminando seu ministério terreno, em intensa agonia, humilhação, escárnio, desprezo, dores lancinantes, usou da CRUZ como seu último PÚLPITO da misericórdia e graça sem medida.
Havia um "ouvinte" que lhe prestava atenção, um dos colegas de cruz. Este não se conteve diante de tão lindo "discurso em atos e pouquíssimas palavras", e se rendeu ao Seu Salvador. Ali mesmo teve a promessa de logo estar com o seu Senhor no paraíso.

E nós? Qual nosso discurso quando nosso PÚLPITO é a dor? O que ouvem de nossos lábios os que nos rodeiam? O que contemplam em nós os olhos dos que nos observam? Poderíamos ganhar mais um fruto para o reino do Senhor com nossas infelicidades?
São as OPORTUNIDADES que Deus nos dá para continuarmos a ser TESTEMUNHAS de Cristo Jesus e assim frutificar para a glória Dele. Que assim seja. Amém!!!

Atos dos Apóstolos 21 -  28. O povo clamando: Varões israelitas, acudi; este é o homem (o apóstolo Paulo), que por toda parte ensina a todos contra o povo, contra a lei, e contra este lugar; ...
 30. Alvoroçou-se toda a cidade, e houve ajuntamento do povo; e agarrando a Paulo, arrastaram-no para fora do templo, ...
 31. E, procurando eles matá-lo, chegou ao comandante da coorte o aviso de que Jerusalém estava toda em confusão;
 32. o qual, tomando logo consigo soldados e centuriões, correu para eles; e quando viram o comandante e os soldados, cessaram de espancar a Paulo.
 33. Então aproximando-se o comandante, prendeu-o e mandou que fosse acorrentado com duas cadeias, ...mandou conduzí-lo à fortaleza.
 35. E sucedeu que, chegando às ESCADAS foi ele carregado pelos soldados por causa da violência da turba.
 36. Pois a multidão o seguia, gritando: Mata-o!
 37. Quando estava para ser introduzido na fortaleza, disse Paulo ao comandante: É-me permitido dizer-te alguma coisa?...
 39. ...Eu sou judeu...; rogo-te que me permitas falar ao povo.
 40. E, havendo-lho permitido o comandante, Paulo, em pé na ESCADA, fez sinal ao povo com a mão; e, feito grande silêncio, falou em língua hebraica, dizendo:...
22:1- IRMÃOS e PAIS, ouvi agora a minha defesa perante vós...

sábado, 18 de novembro de 2017

Os 3 cegos

A HISTÓRIA DE 3 CEGOS

ERA UMA VEZ um cego de nascença. Esmolava para sobreviver. Ele FOI VISTO pela LUZ do mundo. A LUZ quis dar luz ao cego e assim o fez. O que era cego passou a VER após ir a um tanque lavar os olhos. O outrora cego,  não viu a LUZ. Foi questionado de todas as formas pelos opositores da LUZ. Quanto mais interrogado,  mais o coração do que agora vê, se enche de fé na LUZ, a qual ainda não tinha visto. Mas, a LUZ, novamente, vem até ao que não via desde o nascimento e lhe pergunta: Você crê no Filho do homem? O ex cego responde: quem é Ele? A LUZ lhe diz: é Este que você VÊ e lhe fala. O que agora tem luz diz: creio Senhor; e O adorou! Agora, o que passou a ter luz tem A LUZ.

ERA UMA VEZ um cego. Este também esmolava. Tinha um sonho: VOLTAR  a ter luz. Sabia Daquele que é a LUZ do mundo e O aguardava passar em seu caminho. Como O aguardava? Com os ouvidos. Percebeu que o movimento à sua volta estava diferente da rotina de sempre. Um TROPEL da multidão. Quando lhe disseram que era a LUZ passando, não se conteve mais, gritava com todas suas forças pelo nome da LUZ. Se irritaram com o estardalhaço dele mas, ele não se aquietava. Precisava ver. Precisava de luz. A LUZ estava ali pertinho dele. E assim foi. A LUZ quer resplandecer nas trevas dos homens e com amor iluminou o outrora cego. Este agora tinha luz e seguiu alegremente a LUZ, glorificando a Deus.

ERA UMA VEZ um cego que VIA desde o nascimento. Um cego que via? Sim, pois todo o que não vê a LUZ do MUNDO é um cego. Ele odiava a LUZ e A perseguia. Certo dia, no caminho para Damasco, o  que via, viu uma intensa LUZ, a LUZ do mundo. Esta LUZ o cegou verdadeiramente para que ele pudesse então ver. A LUZ resplandeceu nas trevas do que vê e sem a luz nos olhos passa a ver com a LUZ no coração.

São os paradoxos do Senhor. Das mais diferentes formas vai abrindo nossos olhos para O contemplarmos. Quão maravilhoso é este Deus!!!

Obs. Saulo de Tarso depois de 3 dias recupera a vista e passa a ser Paulo, o apóstolo dos gentios.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Reforma protestante

REFORMA PROTESTANTE

Por que Senhor, meu resgate não Te custou os Teus tesouros das profundezas do mar?
Por que Senhor, meu resgate não Te custou o Teu sol, estrela de quinta grandeza?
Por que Senhor, não Te custou o infinito do espaço celeste que só o Senhor sabe onde é?
Por que não Te custou a beleza do entardecer de um limpo céu ou o Teu temporal com seus raios e trovões?
Tudo é Teu e de valor inestimável, pois nenhum humano, ou não,  pode fazer igual ou parecido.
Por que o preço era Um só? Nem  mais nem menos?

O Senhor me revelou:

Foi um acordo de Deus Pai com Deus Filho. A Moeda de resgate tinha de ser de Perfeito valor: Inalterável, incorruptível, imutável, MAIS VALIOSA que o de maior valor entre os divinos feitos inesgotáveis. Esta Moeda se chama PERFEIÇÃO como PERFEITO o Deus Filho o é.

Então... Meu resgate Te custou Teu Filho!!! Outro valor, certamente, seria rejeitado. O Senhor,Pai, ficou satisfeito com o preço pago pela minha libertação. O Senhor, Filho, se alegrou em Se dar por mim.
Como retribuir a Ti SE o preço é o Senhor mesmo? Só há uma forma: Tua escrava ser, por amor, eternamente. Fura minhas orelhas Amado Amo.

 Êxodo 21 -  5. Mas se esse servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor, ..., não quero sair forro;
 6. então seu senhor o levará perante os juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.

 João 10 -  17. Por isto o Pai me ama, porque DOU A MINHA VIDA para a retomar.
 18. Ninguém ma tira de mim, mas EU DE MIM MESMO A DOU; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.

 Gálatas 1 -  3. Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo,
 4. o qual SE DEU A SI MESMO por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai,
 5. a quem seja a glória para todo o sempre. Amém.

 Gálatas 2 -  20. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, E SE ENTREGOU A SI MESMO por mim.

 1 Timóteo 2 -  5. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,
 6. o qual SE DEU A SI MESMO  em resgate por todos, para servir de testemunho a seu tempo;
 - Bíblia

Esta é a verdadeira reforma: "...O justo viverá pela fé".













quarta-feira, 17 de maio de 2017

MEDO X MEDO X MEDO

Destaco 3 tipos de medo:

O MEDO salutar: é aquele que nos impõe limites para resguardar nossa integridade física.

O MEDO pecaminoso, criado pelas nossas próprias emoções negativas. Este é prejudicial e desnecessário. Se insistimos nele se torna pecado,pois, comprova nossa falta de confiança em nosso bondoso Deus.

 Isaías 51 -  12. Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu, para teres MEDO dum homem, que é mortal, ou do filho do homem que se tornará como feno;
 13. e te esqueces de Senhor, o teu Criador, que estendeu os céus, e fundou a terra, e TEMES continuamente o dia todo por causa do furor do opressor, quando se prepara para destruir? Onde está o furor do opressor?
 15. Pois eu sou o Senhor teu Deus, que agita o mar, de modo que bramem as suas ondas. O Senhor dos exércitos é o seu nome.
 16. E pus as minhas palavras na tua boca, e te cubro com a sombra da minha mão; para plantar os céus, e para fundar a terra, e para dizer a Sião: Tu és o meu povo.

O MEDO infundido pelo próprio Deus, fazendo o inimigo ter alucinações :

 2 Reis 7 -  6. Porque o Senhor FIZERA OUVIR no arraial dos sírios um ruído de carros e de cavalos, como de um grande exército; de maneira que disseram uns aos outros: Eis que o rei de Israel alugou contra nós os reis dos heteus e os reis dos egípcios, para virem sobre nós.
 7. Pelo que se levantaram e FUGIRAM, ao crepúsculo; deixaram as suas tendas, os seus cavalos e os seus jumentos, isto é, o arraial tal como estava, e FUGIRAM para salvarem as suas vidas.

Em Jeremias 1:8 o Senhor nos alerta:

  Jeremias 1 -  8. Não TEMAS diante deles; pois, eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor.
 17. Tu, pois, cinge os teus lombos, e levanta-te, e dem-lhes tudo quanto eu te ordenar; não desanimes diante deles, para QUE EU NÃO TE DESANIME diante deles.

Se tivermos o MEDO pecaminoso, maior Deus fará esse MEDO  ser. Vigiemos então e sejamos cheios da coragem Dele. Amém!!!

 2 Reis 1 -  15. Então o anjo do Senhor disse a Elias: Desce com este; não tenhas MEDO dele. Levantou-se, pois, e desceu com ele ao rei.
 - Bíblia JFA OFFline

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Jesus não morreu em uma sexta-feira!

Nos deteremos neste assunto não porque seja importante provar qual foi o dia da morte de Jesus e sim para mostrar a inerrância da Palavra de Deus que profetizou o dia da morte do Emanuel como também da Sua ressurreição. E, se foi falado por Jesus, categoricamente, em três dias e três noites, por que querem alterar este calendário com argumentos fora do contexto? Todos os dias citados aqui são de 24 horas e não menos que isto. Desta forma comprovamos que Jesus foi para o túmulo no findar do dia 14 e início do dia 15, lá ficou nos dias 15, 16, 17, TRÊS DIAS E TRÊS NOITES, ressuscitando no início do dia 18, primeiro dia da semana, pois Ele é as primícias dos que dormem.    

Vejamos bíblicamente todos os textos correlatos que tratam da morte e ressurreição de Jesus.

Primeiramente veremos no A.T. textos figurativos aos acontecimentos da paixão de Cristo.

Em Êxodo 12: 1 a 28 e Levítico 23: 1 a 14

Lembremos que o dia do israelita começava no crepúsculo, entardecer, quando o sol se punha.

Lembremos que SÁBADO, para o Senhor, era tanto o da semana sequencial, após o sexto dia de trabalho,  quanto os predeterminados em diferentes datas do ano que caíam em dias variados da semana. Todos estes SÁBADOS também chamados SANTAS CONVOCAÇÕES= FERIADOS 

Lv 23: 3 - Sábado após o sexto dia: "Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o SÁBADO do descanso solene, SANTA CONVOCAÇÃO; nenhuma obra fareis; é sábado do Senhor em todas as vossas moradas.   
Lv 23: 4 - São estas as festas fixas do Senhor, as SANTAS CONVOCAÇÕES, que proclamareis no seu tempo determinado...
Lv 23: 27 Mas, aos dez deste mês sétimo (10/07), será o Dia da Expiação; tereis SANTA CONVOCAÇÃO...(v.32) SÁBADO de descanso solene vos será...aos NOVE DO MÊS, de uma tarde (09/07) a outra tarde (10/07), celebrareis o vosso SÁBADO.
Lv 25: 4 Porém, no sétimo ano, haverá SÁBADO de descanso solene para a terra, um SÁBADO ao Senhor; não semearás o teu campo, nem podarás a tua vinha. (Feriado para a terra por um ano).

Assim entendemos que nem todo SÁBADO ERA EXATAMENTE O SÉTIMO DIA DA SEMANA.

Iremos agora apenas seguindo as orientações que o Senhor dá ao Seu povo através dos versículos bíblicos.

Lv 23:4...São estas as festas fixas do Senhor, as santas convocações (feriados)...(v.5) no mês primeiro, aos catorze do mês, no crepúsculo da tarde, é a Páscoa do Senhor (14/01 ao entardecer). Obs. este dia não era feriado até ao entardecer, quando então comeriam o cordeiro da páscoa. O dia seguinte, que começava, neste entardecer, era feriado. (15/01).  

 Lembremos que esta data, a cada ano, cairia em um dia diferente da semana assim como nossos feriados hoje, pois, os meses do calendário judaico também tinham número de dias variados, semelhantes aos nossos.

(v.6) E aos quinze dias deste mês é a Festa dos Pães Asmos do Senhor ( 15/01) (v.7) No primeiro dia tereis santa convocação (feriado)...ao sétimo dia tereis santa convocação (21/01) (também seria um feriado).  

(v.10b)... então, trareis um molho das primícias da vossa messe ao sacerdote,...(v.12) ...no dia imediato ao sábado (nosso domingo ou primeiro dia da semana), o sacerdote o moverá.
Este verso é uma prefiguração da ressurreição de Jesus no primeiro dia da semana. Ele, que é as primícias dos que dormem (I Co 15: 20). 

Em Êxodo 12: 2 e 3 Este mês vos será o principal dos meses; será o primeiro mês do ano...Aos dez deste mês (10/01), cada um tomará para si um cordeiro...(v.5)sem defeito...(v.6)e o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês (14/01)...o imolará no crepúsculo da tarde...(v.8) naquela noite(15/01- pois começou um novo dia), comerão a carne assada no fogo; com pães asmos e ervas amargas a comerão.

Vejamos agora no N.T. a narrativa dos Evangelhos quanto aos acontecimentos antecedentes à Jesus na cruz.

João 12: 1 Seis dias antes(09/01) da Páscoa(14/01) foi Jesus para Betânia...(v.3) então Maria...ungiu Jesus...(v.12)No dia seguinte(10/01- dia em que separavam o cordeiro, sem defeito, da páscoa), numerosa multidão...(v.13)clamando: Hosana! ( O Cordeiro Perfeito é separado, PELO PAI,  para nossa substituição, por isso, louvam  e exaltam-No quando Ele entra em Jerusalém montado em jumentinho).

Mateus 26: 2...daqui (12/01) a dois dias, celebrar-se-á a Páscoa (14/01)

Marcos 14: 1 Dali (12/01) a dois dias era a Páscoa(14/01) e a Festa dos Pães Asmos ( 15 a 21/01 onde dia 15 e 21 seriam feriados).

Lucas 22: 1 Estava próxima a Festa dos Pães Asmos, chamada Páscoa (14 a 21/01- pois toda a festa tinha nome de Páscoa também).

João 13: 1 Ora, ANTES(13/01) da Festa da Páscoa, sabendo Jesus que era chegada a Sua hora...amou-os até ao fim. (v.2) Durante a ceia (à noite, no início do dia 14/01)...(v.21)um dentre vós me trairá...(v.26) é aquele que Eu der...pão molhado...(v.30)ele (Judas),tendo recebido o bocado,saiu logo. E era NOITE(no início de 14/01- Páscoa).

Mateus 26: 17- 20 No primeiro dia da Festa dos Pães Asmos ...onde queres que te façamos os preparativos para comeres a Páscoa...O meu tempo está próximo...Chegada a tarde, pôs-se Ele à mesa com os 12 discípulos...(v.31)...(Obs: Se esta páscoa estava pronta no cair da tarde, iniciando o dia 14, então ela foi preparada durante o dia 13/01). ..(v.31) esta noite (14/01), todos vós vos escandalizareis...

LEMBREMOS QUE JESUS ESTAVA INSTITUINDO A NOVA ALIANÇA, POR ISTO CELEBROU A PÁSCOA COM OS DISCÍPULOS NO COMEÇO DO DIA 14 E NÃO NO FIM COMO ERA O MANDAMENTO (Mt 9:16 "Ninguém põe remendo de pano novo em vestido velho; porque semelhante remendo tira parte do vestido, e faz-se maior a rotura." Lucas 5: 38 "...mas vinho novo deve ser deitado em odres novos.") AGORA O PÃO E O VINHO SERIAM REFERÊNCIAS DO NOVO PACTO E NÃO MAIS UM CORDEIRO, POIS, ESTE SERIA O PRÓPRIO MESTRE UMA VEZ PARA SEMPRE.  NO FINAL DO DIA 14 ELE ESTARIA SENDO LEVADO PARA O TÚMULO CUMPRINDO ASSIM  DE VEZ, TODA A PROFECIA A SEU RESPEITO.

Lucas 22: 39 E, saindo, foi, como de costume, para o monte das Oliveiras...(v.54) prendendo-O, O levaram...(v.66)...logo que amanheceu(14/01)...Lucas 23:1...levaram Jesus à Pilatos...(v.7) a Herodes...(v.11) O devolveu a Pilatos...(v.25) O entregou à vontade deles... Marcos 15: 25 Era a hora terceira (14/01 às 9 horas da manhã), quando O crucificaram. 

João 18:28 ...levaram Jesus da casa de Caifás para o pretório (lugar de julgamento). Era cedo de manhã (14/01). Eles ( judeus religiosos) não entraram no pretório para não se contaminarem, mas poder comer a páscoa (obs: COMER AO entardecer, findando o dia 14/01,  segundo o mandamento = Êxodo 12: 6).

João 19:14 E era a paraceve pascal,  CERCA da hora sexta (Obs: João diz que era cerca e não exatamente 12 horas do dia, pois assim contradiria informações de Marcos).

Lucas 23: 44 Já era quase a hora sexta ( 12 horas do dia), e, escurecendo-se o sol, houve trevas sobre toda a terra até à hora nona ( 15 horas).

Mateus 27:46 Por volta da hora nona (15 horas) clamou Jesus (v.50) entregou o espírito.

João 19: 31...os judeus, para que no sábado( 15/01- feriado) não ficassem os corpos na cruz, visto como era a PREPARAÇÃO, pois era GRANDE o dia daquele sábado (pois desde o anoitecer do dia 14/01 e início do dia 15/01 deveriam estar comemorando a Páscoa e a Festa dos Pães Asmos por 7 dias). 

Marcos 15: 42 Ao cair da tarde (14/01), por ser o dia da PREPARAÇÃO, isto é, a véspera do sábado (15/01 - feriado), vindo José de Arimatéia... O depositou em um túmulo.

Lucas 23: 55 As mulheres...viram o túmulo...(v.56)Então, se retiraram para preparar (16/01) aromas e bálsamos.(obs: não no dia 15 pois era santo ao Senhor, feriado, e não poderiam trabalhar).  E no sábado (17/01), descansaram, segundo o mandamento.

Marcos 16:1 e 2 Passado o sábado (15/01), Maria...compraram aromas (16/01) para irem embalsamá-Lo.  
E, muito cedo, no primeiro dia da semana (18/01)...foram ao túmulo...(v.6) Ele ressuscitou,...

Percebemos que se unirmos os dois últimos textos as informações se completam:

As mulheres...viram o túmulo(final do dia 14/01)...Então, se retiraram ...Passado o sábado(15/01)...compraram aromas e bálsamos para prepará-los(16/01)...E no sábado(17/01) descansaram...E muito cedo, no primeiro dia da semana(18/01)...foram ao túmulo...Ele ressuscitou... 

Mateus 27: 62-66 No dia seguinte (15/01 - feriado), que é o dia depois da preparação (14/01), sacerdotes...dirigindo-se a Pilatos...que o sepulcro seja guardado ...até o TERCEIRO dia, para não suceder...montaram guarda ao sepulcro. 

Mateus 28: 1 No findar do sábado( 17/01- sétimo dia da semana), ao entrar o primeiro dia da semana(18/01 - domingo)...Ele não está aqui, ressuscitou, como tinha dito...

Marcos 16:2 ...muito cedo, no primeiro dia da semana (18/01)...Ele ressuscitou...

Lucas 24:1 ...no primeiro dia da semana (18/01), alta madrugada, foram elas ao túmulo...ressuscitou...

João 20:1 No primeiro dia da semana (18/01)... de madrugada, sendo ainda escuro...era necessário ressuscitar...

Mateus 12:40 pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra.

João 2: 19 Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei.

Concluímos:

Jesus foi colocado no túmulo em uma quarta-feira, ficou no ventre da terra quinta,sexta e sábado e no primeiro dia da semana, domingo, ressuscitou. Ele tem as chaves da morte e do inferno. ALELUIA!!!

Assim, todo o calendário do Senhor no V.T. se cumpriu rigorosamente como havia predito. 






sábado, 2 de fevereiro de 2013

Os galileus e a torre de Siloé Lucas 13: 1 a 5

Ficamos profundamente consternados diante dos acontecimentos deste último domingo. Nos colocamos no lugar dos que perderam seus familiares e também choramos.

Vemos a mídia se preocupando intensamente em consultar os mais variados profissionais para que tal tragédia não se repita. Orientam a população para que salvem suas vidas se passarem por situações semelhantes. Ensinam a escapar da morte mas não sabem ensinar a escapar do inferno.

Certa vez vieram a Jesus para Lhe contar sobre a drástica morte de alguns galileus por ordem sádica de Pilatos.

Jesus, sem fazer rodeios disse: "... Se não vos arrependerdes todos igualmente perecereis". Ainda acrescentou o fato do acidente com a torre de Siloé onde dezoito pessoas morreram e de novo Ele diz: " Se não vos arrependerdes igualmente perecereis"

Por que Ele é tão enfático? Porque Ele vê o que não vemos: a trajetória da alma humana, que é eterna.

Será que se pudéssemos contemplar onde estão as almas dessas vítimas deste incêndio as imagens seriam menos aterrorizantes do que o que vimos na TV?

O Senhor nos chama ao ARREPENDIMENTO! É de suma importância nos prepararmos para a morte que não vem em ordem cronológica. Estar EM JESUS é estar salvo do inferno eternamente.

Meu querido jovem cristão lembre-se do primeiro salmo. Não ande, não se detenha e não se assente na roda dos escarnecedores.

Esteja preparado para partir a qualquer momento que Deus lhe chamar. Não pereça mas viva eternamente. Amém!!!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

O VÉU E SEU USO NA IGREJA

"O véu e seu uso na igreja" - I Coríntios 11: 1 a 16

Fiquei curiosa em saber o porquê de algumas congregações adotarem o uso do véu pelas mulheres e outras, na sua maioria, não. Já assisti vídeo de coral da igreja Assembléia de Deus da Itália no qual as cantoras estão usando véu. Lembro-me que em pequena, via minha avó ir às missas e procissões portando véu bem como suas amigas.

Já por mais de uma década este assunto me tem incomodado. Li e reli  I Coríntios 11 muitas e muitas vezes.

Percebi que os homens estão corretíssimos em suas posturas quando em adoração ao Senhor no meio da congregação. Eles cumprem o que está escrito no verso 4. Nunca vi, em meus 55 anos de igreja evangélica tradicional, varão orando com chapéu ou algo sobre sua cabeça. Obedecem ao que lhes é ensinado na Palavra ainda que nem tenham consciência disto. Se um homem cobrir a cabeça ao orar, segundo o versículo citado, desonra sua própria cabeça que é Cristo ( v. 3 e 4). 

 Já são quase dois mil anos deste ensinamento através do apóstolo Paulo, o imitador de Cristo ( v.1). Ele e demais irmãos judeus convertidos ao Senhor, tiveram que abandonar a prática de cobrir a cabeça ao orar. Por que? Para não desonrar Cristo. Será que lhes foi fácil renunciar tal costume praticado desde a infância? É bom lembrar que até os dias atuais o judeu faz uso do quipá quando em rituais religiosos.

Vejamos se nós mulheres estamos observando a Palavra, visto que  dizemos ser Ela  nossa única regra de fé e prática.

Segundo Paulo, ungido pelo Espírito Santo para nos ensinar, quais os motivos para o uso do véu?

Encontrei 9 (NOVE) motivos:

1- Por sermos imitadoras de Jesus e consequentemente de Sua soberana vontade. ( v. 1)
2- Por retermos as tradições dos apóstolos. ( v. 2)
3- Por ser o homem nosso cabeça ( v.3)
4- Para não desonrar o homem, nosso cabeça ( v. 5)
5- Por sermos glória do homem ( v. 7)
6- Por termos sido feitas do homem ( v. 8)
7- Por termos sido criadas por causa do homem ( v. 9)
8- Por causa dos anjos, como sinal de autoridade ( v. 10)
9- Por não sermos contenciosas ( v. 16)  

Paulo está sendo bem claro que, NO SENHOR, não há nenhuma relação de subserviência da mulher para com o homem ( vs. 11 e 12), ou seja, a mulher não é menor.Todos, homens e mulheres, somos igualmente importantes para nosso Deus.

Vem então a pergunta que não quer calar:

Diante de todas estas explicações bíblicas ainda podemos achar que  nós, cristãs, não mais  usamos o véu por causa de USOS E COSTUMES?

Certamente que não.

 Entendi que lá no passado, contenciosos(as) não deram importância que este "sinal" fosse demonstrado no ajuntamento dos irmãos. A verdade espiritual, que deveria estar sendo expressada através deste ato de obediência à Palavra, deixou de ser proclamada. O sinal visível ( o véu ) de uma graça invisível ( o homem como o cabeça da mulher ), foi retirado. A Igreja, testemunha de Cristo no mundo, sal e luz, "desliza" em sua incumbência de demonstrar, de forma explícita, o querer do Senhor.

 Reconhecer que  somos parte mais frágil (I Pe 3: 7) e admitir  o varão como cabeça é redoma de segurança, proteção e inviolabilidade. Vemos no verso 10 que o uso do véu é sinal de autoridade perante anjos.  Se nos retiramos desta posição, querendo nos assemelhar ao homem, damos lugar ao diabo. Ele passa a ter direito sobre nós pois ficamos violáveis aos seus ataques.

 A Igreja, abrindo mão deste sinal, permitiu que se acelerasse a intromissão de satanás nas famílias. Brechas foram abertas para o inimigo de nossas almas sutilmente agir. Ao longo de dias, meses,anos e séculos os valores que traziam a harmonia e equilíbrio lentamente se inverteram. No mundo, a mulher buscou com todas as forças, através do movimento feminista, sua "libertação". Hoje os lares estão esfacelados.

Ficará muito longa esta consideração se formos detalhar cada uma das nove razões para o uso do véu.
Convido você minha querida "colega", esposa de pastor, a meditar com dedicação sobre este assunto lendo muitas vezes o ensinamento de Paulo.
Convido você, querida irmã em Jesus, a se reunir com mulheres piedosas e compartilharem o texto acima; orarem sobre o querer de nosso Deus nos atuais dias.

Verificamos na Palavra que grandes homens foram instrumentos do Senhor para rever  verdades espirituais esquecidas. Em II Crônicas 29 o rei Ezequias abriu as portas do Templo que estavam fechadas, o purificou e restabeleceu o culto a Deus com a celebração da Páscoa. "Houve grande alegria...porque desde os dias de Salomão...não houve coisa semelhante em Jerusalém."(II Cr 30: 26);  o rei Josias em II Cr 34  faz grandes reformas ao achar o Livro do Senhor. "Nunca se celebrou tal Páscoa desde os dias do profeta Samuel..." (II Cr 35: 18); Esdras e Neemias igualmente levaram o povo de volta ao Livro do Senhor e assim   obedeceram à Sua ordem quanto à Festa dos tabernáculos. "Acharam escrito na Lei que o Senhor ordenara por intermédio de Moisés que os filhos de Israel habitassem em cabanas, durante a festa do sétimo mês;...porque nunca fizeram assim os filhos de Israel, desde os dias de Josué, filho de Num, até àquele dia; e houve mui grande alegria. Neemias 8: 14 e 17

Parafraseando:

...houve grande alegria na igreja entre as mulheres, pois nunca, desde os dias de (???), haviam colocado o véu sobre suas cabeças ao orarem, como lhes era ordenado no Livro do Senhor através do apóstolo Paulo...


Não seríamos alegres mulheres se voltássemos à práticas esquecidas da Palavra? Voltar com entendimento, lucidez, sabendo o porquê de tal retorno; testemunhar na congregação através do sinal, o véu, que nos submetemos ao ensino do Senhor para o nosso bem e consequentemente não desonrando nosso cabeça.

Eu, particularmente, uso o véu quando oro no secreto do meu quarto ao Senhor que está em secreto, pois fazê-lo na congregação, sem um esclarecimento aos presentes, certamente causará escândalo.

Mas, tenho sonhado em ver esta verdade resgatada em nossos corações e consequentemente aplicada de modo visível no ajuntamento cristão.

Que Deus nos abençoe e nos dê a oportunidade de restaurar esta verdade em nosso meio.

 Amém!!!